Gasto de R$ 200 mil com Zezé Di Camargo e Luciano gera polêmica no SPFC


Postado em 16/03 às 14:49h

Um show da dupla Zezé Di Camargo e Luciano protagoniza novo embate eleitoral no São Paulo. O clube vai gastar R$ 200 mil para bancar a atração, no próximo dia 25, em seu ginásio, numa comemoração atrasada do Dia da Mulher, celebrado oficialmente em 8 de março.
 
Cada sócio dará duas latas de leite em pó para poder entrar. Para os oposicionistas, o evento tem cunho eleitoreiro e visa conquistar votos dos associados. Isso porque a apresentação dos sertanejos acontecerá às vésperas da assembleia em que os sócios escolherão 80 novos conselheiros, no dia 5 de abril. Os membros do Conselho Deliberativo serão os responsáveis por eleger o substituto de Juvenal Juvêncio na presidência, em 16 de abril.
 
O site do São Paulo informa, sem citar o nome da dupla, que a comemoração do dia Dia da Mulher será em 25 de março porque essa é a única data disponível da “atração especial” escolhida.
 
Indagado pelo blog, Kalil Rocha Abdalla, candidato da oposição, adotou o mesmo tom de seus correligionários e criticou a realização do evento. “Acho um absurdo gastar tanto com um show num momento de dificuldade financeira do clube. É claro que se trata de uso da máquina nas eleições”, afirmou ele. Os opositores lembram que Juvenal tem dado entrevistas falando que os dias são de vacas magras porque patrocinadores estão diminuindo seus investimentos nos clubes, mirando apenas a Copa do Mundo.
 
Por sua vez, Carlos Miguel Aidar, candidato da situação, negou que a festa tenha cunho político. “Há oito anos o São Paulo faz esse show. Já se apresentaram Ney Matogrrosso, Leonardo, Sidney Magal. Não tem nada de uso de máquina, não é uma festa da situação. É para o associado. Tanto que a oposição comprou as melhores mesas . E, para quem teve R$ 23,5 milhões de superávit em 2013, não é problema gastar R$ 200 mil num show.”
 
Os opositores também afirmam que a diretoria inaugurou pelo menos 13 obras recentemente como parte da campanha de Aidar. “A oposição não tem o que falar. O São Paulo é uma obra permanente, quem acompanha a história do clube sabe disso. A área social é a mais sofisticada possível”, disse o candidato apoiado por Juvenal.
 
De forma jocosa, oposicionistas afirmam que a última obra a ser inaugurada por JJ é o estádio do Corinthians. Argumentam que o presidente são-paulino falhou politicamente e deu de bandeja a arena da abertura da Copa para o rival.
 
 
 
 
 
 


Fonte: Gazeta Esportiva


Faça parte agora mesmo da Rede Social do Tricolor, acesse www.spfcweb.com/cadastro

Curta nossa página no facebook Clicando Aqui
/comentários ()
PRÓXIMA
Jadson diz que sonha com Copa e que não teve problema com Muricy
ANTERIOR
Muricy fala de São Paulo e futebol no 'Bem, Amigos' desta segunda


spfcweb 2011 - 2013